Blog

descer
5 setembro, 2017

De onde vêm os hábitos?

MUTATIVA_POST_BLOG_01

Estabelecer hábitos é tão natural para o ser humano que a gente nem percebe quando uma atividade se torna constante ou quando uma nova mania acaba aparecendo. Isso acontece porque o cérebro estabelece padrões para poupar esforço em um processo que os neurocientistas chamam de loop de hábito – é uma espécie de um piloto automático que a mente cria para dedicar energia a novos aprendizados e pensamentos. Ou seja: com esse loop, passamos a fazer algumas tarefas naturalmente e adquirimos manias sem prestar atenção, para que tarefas mais complexas sejam a prioridade. Quem explorou bastante esse conceito foi Charles Duhigg, repórter do The New York Times, que pesquisou como os hábitos surgem, funcionam e afetam sua rotina, publicando suas percepções e estudos no livro O Poder do Hábito.

 

Segundo estudos do Departamento de Ciências Cerebrais e Cognitivas do MIT (Massachusetts Institute of Technology), nos Estados Unidos, essas pequenas atividades rotineiras, que podem agir em nossas vidas de forma positiva ou negativa, surgem em três passos: a deixa, a rotina e a recompensa. Cada uma delas representa fases que levam a mente a criar padrões de comportamento. Olha só:

 

1. Deixa é o evento que permite o início de um hábito, relacionado aos sentimentos, às mudanças, convivência com outras pessoas e ideias que cada um de nós absorve no dia a dia. Quando sentimos medo de esquecer a porta do escritório destrancada, descobrimos um caminho mais rápido para voltar para casa ou percebemos que ficamos mais relaxados ao roer as unhas, a mente dá espaço para que esse novo detalhe comece a fazer parte do cotidiano.

 

2. Ao perceber que algo pode facilitar o pensamento e a execução de outras tarefas importantes, o cérebro passa a lembrar disso constantemente. Então, surge uma Rotina, em que o hábito em construção se insere entre os afazeres diários: nos forçamos a conferir a fechadura ao sair de casa, lembramos de virar à esquerda por saber que é o trajeto mais curto ou passamos a mordiscar os dedos sempre que a situação nos incomoda.

 

3. Já a Recompensa é aquilo que ganhamos com a conclusão dessa tarefa, seja o alívio em saber que o perigo acabou ao virar a chave duas vezes na porta, redução da ansiedade ou até mesmo o doce que dá para comprar ao voltar para casa por um único caminho.

 

MUTATIVA_POST_BLOG_02

 

Esses três momentos fazem a mente gravar cada tarefa repetida como parte da atividade cerebral e  fazer dela uma função do organismo. Pronto: nem deu pra perceber e já adquirimos um novo hábito, que não exige racionalidade e deixa a mente descansada para focar em outros momentos, como aprender um novo idioma ou um instrumento.

 

E como os hábitos influenciam minha vida?

53- novoshabitos

Conferir se todos os aparelhos eletrônicos estão fora da tomada antes de sair, organizar os materiais de escritório de uma forma específica, usar algum bordão ou comer sempre os mesmos alimentos no mesmo horário. Alguns hábitos são inofensivos, mas a frequência e as respostas que o nosso corpo dá a essas manias acabam influenciando todos os outros aspectos da vida. Um hábito pode fazer com que a gente perca a concentração, tenha medo de tentar algo novo e deixe oportunidades de lado por achar que elas vão afetar um antigo modo de viver.

 

Mas, são justamente essas mudanças que nos ajudam a criar coisas novas, impulsionar projetos e agir com controle em diferentes situações – por isso, é fundamental se livrar de âncoras e de tudo que pode limitar o crescimento pessoal e profissional. Criar pequenas rotinas pode até descansar a mente, mas também devemos sentir liberdade para testar coisas novas, aprender e mudar qualquer aspecto do cotidiano.
Então, que tal avaliarmos nosso estilo de vida para manter apenas aquelas manias que nos ajudam a alcançar metas e organizar o pensamento? Vamos aprender, juntos, a gerenciar hábitos, identificar amarras e priorizar sempre o crescimento, mesmo que isso signifique ir para bem longe da zona de conforto, afinal é lá que a vida acontece!

Que tal? Esse texto te fez pensar, você concordou, discordou?
Vou adorar saber sua opinião! Comente e faça parte desta reflexão.

Comentários

Deixe uma resposta