Blog

descer
29 Março, 2018

Páscoa: Símbolos, Verdades e Transformações

Texto de Julia Vidal

 

 

Logo após o equinócio de Março temos a celebração da Páscoa. São muitas as origens que podem se atribuir a este feriado, todas carregadas de um profundo significado de ressurreição. Temos desde a mitologia suméria que narra a história de Inanna (que foi julgada, crucificada e após sua morte ressuscitou no terceiro dia), até a história egípcia de Hórus (nascido em 25 de dezembro e cujo olho danificado se configura como símbolo de morte e ressurreição), passando pela celebração da deusa nórdica Ostara (que transformou um pássaro ferido em lebre para salvá-lo, motivo pelo qual ele colocaria ovos, símbolo de sua origem). Os exemplos diferem em protagonistas e convergem em significado.

 

Em todas as mitologias (inclusive na Cristã, com a histórica vinda de Jesus Cristo), o ensinamento principal permanece: uma metáfora sobre transformação. A Páscoa ocorre próxima de um raro momento de equilíbrio entre os dias e noites. A transformação das estações já está anunciada e se acentua a cada momento, com a chegada do outono no hemisfério sul e primavera no hemisfério norte. O movimento de “morte” ou de “ir para debaixo da terra” não é um fim terminal e sim uma parte necessária de um ciclo que irá culminar em vida e ressurreição… e logo em morte novamente para dar origem a mais vida em um loop tão infinito quanto a alternância das estações.

 

Tantas histórias originárias de povos diferentes não devem ser interpretadas como conflitantes, independente do que se escolha celebrar. Elas atestam uma verdade mais profunda e inerente do que sua transitória forma narrativa. É para isso que servem os símbolos: para nos conectar com algo maior, do qual são representantes. Que os rituais desta Páscoa (ou deste equinócio ou da celebração que preferir) nos conectem com a sabedoria de que mudar é necessário e um processo afirmador de vida. Desejamos que todos tenham isso em suas mentes e corações quando forem presentear aqueles que amam seja com chocolates, ovos decorados, um abraço ou tempo compartilhado.

 

Feliz Páscoa! Feliz Transformação!

Que tal? Esse texto te fez pensar, você concordou, discordou?
Vou adorar saber sua opinião! Comente e faça parte desta reflexão.

Comentários

Deixe uma resposta