Tag Archive: gestao

Hábitos em Tempos de Crise.

Você sabe quanto você ganha no mês? Você sabe quanto você gasta no mês?   A resposta assertiva a essas perguntas faz uma incrível diferença nesse tempo de crise. Manter um controle financeiro, registrando todos os seus ganhos e também tudo que você gasta é fundamental, para equilibrar a balança e sobreviver com esse dólar a mais de R$ 4,00 impactando os diversos setores da economia, e o dia-a-dia de todos nós.   Em chinês a palavra crise é formada por dois ideogramas, um significa perigo e o outro, oportunidade. Há sempre na crise um risco e um oportunidade, se ficarmos concentrados apenas no perigo, deixamos de olhar as oportunidades.   A crise que assola o Brasil, muito embora não seja apenas financeira (mas isso é assunto para um outro post), é uma excelente oportunidade para revermos nossos hábitos de consumo.   Você usa tudo que compra? Quantas vezes compramos...

23/09/2015 Leia tudo

Redes Sociais e o Hábito da Leitura

Na semana passada publicamos o post O que é Essencial?, da nossa Mutativadora Deise Warken, sobre a robotização provocada pelos hábitos relacionados ao uso desequilibrado dos smartphones. Essa semana continuamos mergulhando no mesmo tema, já que ele tem afetado profundamente nossas vidas. No video dessa semana do nosso Canal do Youtube a Deise fala um pouco sobre a síndrome da era digital e mídias sociais, Fear Of Missing Oug (FOMO), e como o hábito de ler pode nos garantir uma vida mais saudável e produtiva. E você, o que tem feito para lidar com esses hábitos em sua vida?

16/09/2015 Leia tudo

O que é essencial?

A conexão virtual gera um excesso de informação nas nossas vidas. Esse excesso de conteúdo afeta diretamente os nossos hábitos na rede mundial de computadores, mas também fora do mundo virtual.   O celular passou a ser uma extensão do nosso corpo, que muitas vezes nos transforma em máquinas, gestos robotizados, comportamentos no piloto automático, toques repetitivos na tela do smartphone.   O olhar das pessoas não é mais para o horizonte, mas para baixo, para o objeto pulsando de notificações, chamando a todo instante nossa atenção. E a mente não para, a ansiedade inquieta os corações, há muito acontecendo e não podemos perder, precisamos checar.   Até que ponto esse conteúdo produzido incessantemente e disponibilizado a todos torna nossa vida melhor? Até que ponto essa conexão excessiva melhora nossos resultados? Até que ponto as empresas ganham com o excesso?   O excesso, paradoxalmente, traz a sensação de perda, porque...

09/09/2015 Leia tudo

O que você quer ser quando crescer?

Quem lembra dos famosos cadernos de enquete? Eu tenho um guardado até hoje. Nesses cadernos costumava ter a pergunta: O que você quer ser quando crescer? Nesse caderno que eu tenho guardado respondi que queria ser Presidente da República, depois quando estava me preparando para o vestibular decidi fazer direito porque queria ser Juíza. Mas, ao final do curso de direito minha escolha “depois de crescida” era ser Procuradora da República, membro do Ministério Público Federal. No ano em que me formei em Direito, meu pai, advogado, faleceu. Para seguir a carreira pública, eu precisaria estudar para concurso, fazer cursos preparatórios e eu não achava justo com a minha família, acreditava que tinha que começar a trabalhar, já que não tínhamos mais o meu pai e minhas irmãs ainda estavam na faculdade. Então, iniciei minha carreira de advogada, tentando substituir meu pai no escritório dele. Não deu certo! Era o...

26/08/2015 Leia tudo

Eu tenho raízes e não âncoras!

"Na vida, nós devemos ter raízes, e não âncoras. Raiz alimenta, âncora imobiliza. Quem tem âncoras vive apenas a nostalgia e não a saudade. Nostalgia é uma lembrança que dói, saudade é uma lembrança que alegra." Mario Sergio Cortella Passei a última semana em Foz do Iguaçu, cidade onde nasci, onde estão minhas raízes. Saí e voltei de Foz algumas vezes; ao longo da minha vida já mudei de casa 18 vezes, de cidade 12 vezes. A mudança sempre fez parte da minha jornada, porque também é parte da história dos meus pais, que são minhas raízes e que me ensinaram a jamais me conformar com o que não me faz bem, que me deram o exemplo da mudança para a conquista de sonhos, para a realização e o sucesso. Minhas raízes em Foz do Iguaçu me ajudam a lembrar quem eu sou, de onde eu vim e, especialmente quais...

19/08/2015 Leia tudo